IDGM: Índice Desafios da Gestão Municipal (IDGM)

O estudo Desafios da Gestão Municipal 2017 analisa o desempenho das 100 maiores cidades do brasil, entre os anos de 2005 e 2015. Realizado pela empresa de consultoria Macroplan, com base na análise da situação dos municípios sob dezesseis indicadores divididos em quatro áreas: Educação e Cultura, Saúde, Segurança e Saneamento e Sustentabilidade.

O estudo apresenta o ranking de desempenho das cidades nas quatro áreas analisadas. A partir do IDGM é possível observar a situação atual e a variação da posição relativa de cada município no período de dez anos.

Painéis temáticos

Além das quatro áreas contempladas no IDGM, o estudo traz informações sobre população e economia, gestão pública e transparência e sobre a situação fiscal consolidadas em análises individuais para cada um dos 100 municípios.

No estudo Desafios da Gestão Municipal é possível verificar o desempenho de cada cidade, os maiores avanços e os desafios dos 100 municípios, identificar boas práticas e buscar soluções já testadas para os problemas.

Saúde

À exceção de Palmas (TO), Caucaia (CE) e Campo Grande (MS), todos os municípios no grupo dos 25 melhores IDGM na área de saúde estão nas regiões Sul ou Sudeste. Neste grupo, tem destaque o Estado de Minas Gerais e de São Paulo, ambos contribuindo com 6 municípios.

No grupo dos 25 com menores IDGM na área de saúde, predominam os municípios das regiões Sudeste (12 municípios) e Nordeste (8 municípios). O Estado do Rio de Janeiro tem 7 cidades nesse conjunto, incluindo as 5 piores colocadas no ranking da área. Nesse grupo, há 6 capitais, sendo 5 do Nordeste e Belém no Norte.

A maioria dos municípios apresentou melhora no índice entre 2005 e 2015 dessa área. Oito municípios apresentaram queda: Paulista (PE), Feira de Santana (BA), Petrópolis (RJ), Bauru (SP), Ribeirão Preto (SP), Florianópolis (SC), Gravataí (RS) e Pelotas (RS).

Em termos de avanços em posições no ranking do IDGM Saúde entre 2005 e 2015 dentre as 25 primeiras do ranking em 2015, destacam-se: Caucaia-CE (38 posições de 2005 para 2015); Serra-ES (27 posições); Ribeirão das Neves-MG (24 posições); Cascavel-PR (20 posições); Montes Claros-MG (17 posições).

Entre as cidades que mais perderam posições estão: Feira de Santana-BA (66); Paulista-PE (47); Pelotas-RS (43);  Bauru-SP (36); Canoas-RS (30).

Link para o estudo completo

Dados de Palmas, TO

Anúncios